skip to Main Content
Menu

Gestão Em Dia nº 14 – maio/2020 – EFEITOS DA PANDEMIA E A RELAÇÃO COM O MEDO

Medo - ASPR

Nós seres humanos, convivemos com o medo.

Nascemos, crescemos e vivemos, emitindo os sinais neurológicos, como forma de proteção.

Portanto, mesmo na nossa longa fase adulta (maior longevidade atualmente), o medo ainda nos ronda, o tempo todo.  Isso tem o seu lado bom, serve como proteção.

Convivemos também com ele, em nossa atividade profissional, que é inerente à carreira e atualmente carreiras/atividades que escolhemos.

O medo também está presente, e tem seu lado bom, quanto a possíveis acomodações que nos leve a ter problemas com a nossa função, atribuição, desempenho, ou seja, preocupação com o futuro, cada vez mais imediato, devido às profundas transformações, mudanças tecnológicas, incluindo a transformação digital, em seu acelerado curso.

Seja exercendo atividade profissional como funcionário ou empreendendo em negócio próprio, o medo está igualmente presente. Poderia se admitir nível de pressão diferente, portanto impactando o medo, mais ou menos, mas não é uma questão aqui agora, a ser considerada. Há que se destacar que sempre está em jogo um forte Compliance a ser observado e a ética Profissional.

O medo nos ronda o tempo todo e por muitos motivos, mas agora subiu a régua, subiu o nível, com o COVID-19.

O impacto pelo COVID nas pessoas e na economia, tem sido profundo e com poucos exemplos na história da humanidade. Em virtude dele, muitas ações e decisões se fazem necessárias quase que diariamente e o nosso medo tem estado nas “nuvens”, devido as altíssimas incertezas.

As incertezas devido ao isolamento social, perdas de milhares de vidas, brusca redução da atividade econômica, empresas fechadas, falta de recursos financeiros, fazem surgir a pergunta: O que podemos e/ou devemos fazer?

A decisão sempre cabe à alta direção da empresa e isso é uma pressão muito forte.

Possibilidades práticas de consideração pela alta direção, em tempo de pandemia:

  • Aproximar ao máximo a contabilidade financeira à gerencial, para se fazer efetivo uso desta;
  • Cortes de despesas à todo custo e para isso contar com ajuda da sua contabilidade, mais do que nunca;
  • Fazer uso de todos os recursos das legislações do campo trabalhista e financeiro, editadas recentemente pelo governo;
  • Fazer gestão financeira e econômica em tempo real; isso é possível e altamente recomendável;
  • Revisar rápida e profundamente todos os aspectos tributários, de cunho acessório e principal, seja para se levantar possíveis créditos dos últimos cinco anos, seja fazendo planejamento tributário, simples, rápido e legal ou seja para se descobrir erros que estão sendo cometidos, os quais podem gerar passivos / contingências tributárias muito sérias.

Mas falando em se fazer tudo isso, novamente estaria presente o medo.

Não, não tenha medo! O que precisa ser feito, para se evitar mal maior, deve ser feito, seja contando com os profissionais internamente, com a organização contábil e/ou conjuntamente com profissionais contratados.

A experiência do Time ASPR, pode ser sua aliada nestes tempos do medo em geral, muitíssimo aumentado.

Conte conosco como aliados, estamos ao seu lado.

Leonardo Sabadim Ribeiro
Gestão Tributária
ASPR – Sua Companhia de Gestão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top