skip to Main Content
Menu

Gestão Em Dia nº 19 – novembro/2018 – CAPITALISMO CONSCIENTE

I. INTRODUÇÃO

Acaba de ser lançado no Brasil, o livro – Capitalismo Consciente: Guia Prático – Ferramentas para Transformar a sua Organização. É imperdível, em minha modesta opinião.

O livro apresenta como o primeiro pilar, para uma verdadeira e efetiva sustentabilidade de qualquer organização, em qualquer lugar do mundo, o triplo compromisso de atender simultânea e satisfatoriamente, o investidor, o social e o meio ambiente. Mas não é só isso. Como segundo pilar, diz o Livro ser necessário não menosprezar e muito menos desprezar outros stakeholders da Organização, como: Seus Profissionais, Clientes e Fornecedores.

Parece tudo tão lógico e óbvio, que você leitor se pergunta: Qual a novidade nisso tudo?

Se somente buscarmos o lucro e atendermos a demanda do investidor não é tarefa tão fácil, imaginemos conjugar o atendimento à todos de forma equilibrada, sustentável e perene?

Os experientes autores deste Guia elencam quatro Princípios Fundamentais, para que toda Organização pratique o recomendável Capitalismo Consciente, são eles:

  • Propósito evolutivo além do Lucro;
    – É a diferença que a empresa pode fazer no mundo;
    – Ao focá-lo a empresa inspira, envolve e energiza seus stakeholders.
  • Criação de Valor aos stakeholders, com a integração de seus interesses;
    – A empresa precisa mudar e criar relações ganha-ganha-ganha com os stakeholders, tornando-se o modus operandi do negócio.
  • Liderança Servidora;
    – É ir além do interesse próprio; é ser motivado por propósito e não por poder e enriquecimento pessoal e atuar como mentor, desenvolvendo e inspirando pessoas.
  • Cultura Responsável;
    – Organizações conscientes promovem culturas com altos níveis de confiança, autenticidade, transparência e cuidados genuínos.


II. OBSERVAÇÃO E DADOS TRAZIDOS PELOS AUTORES

Segundo os autores, a combinação dos efeitos positivos da Revolução Industrial (1.750), mais o conceito do Livro: A Riqueza das Nações (1.776) e mais a Declaração de Independência dos EUA (1.776), possibilitaram a evolução dos dados que seguem:

  • Nos últimos dois séculos, o Capitalismo tirou muito mais pessoas da pobreza do que qualquer outra ideia ou instituição, na história da humanidade;
  • Desde 1.800, os rendimentos per capita em todo o mundo, aumentaram quinze vezes, em termos reais;
    A porcentagem de pessoas que vivem na pobreza extrema caiu de 90%, para cerca de 9%; e
  • A expectativa de vida mais que dobrou, com a população crescendo sete vezes e a alfabetização passando de 12% para 86%, em todo o mundo.


III. O CAPITALISMO CONSCIENTE E A ATUAL REALIDADE BRASILEIRA

Lá se vão 33 anos de redemocratização no Brasil. Esse tempo passado é inquestionável.

Também não se discute que fortes e impactantes transformações: política, econômica e social ocorreram no Brasil neste período; gostemos ou não delas. É transformação 4.0!

O conceito do Capitalismo Consciente e sua efetiva prática, pode ser a real senha, seu melhor KPI (Indicador Chave de Performance), para que a Organização tenha e se mantenha sustentável e perene, por bem mais tempo do que as Organizações que dispensam o referido conceito e a sua prática. Há estudos que comprovam isso.

Destaque-se que no Brasil, nos últimos anos, não tivemos em elevado nível, a prática do Capitalismo Consciente, haja vista a Operação Lava Jato, Acordos de Delação e de Leniência, em profusão.


IV. CONCLUSÃO CONSCIENTE

O referido Livro-Guia, deveria ser de conhecimento de todos os empreendedores, gestores públicos e privados, incluindo os do Terceiro Setor e principalmente dos Profissionais de Contabilidade, por entendermos ser o Capitalismo Consciente, um excelente conceito prático e muito útil como grande Ferramenta de Gestão Estratégica, na criação de Valor ao Negócio e à Marca.

Se a conclusão é procedente e reafirmamos que sim (em nosso entendimento), poderia os futuros governos Federal e Estadual, em janeiro de 2.019, praticar, disseminar e incentivar o Capitalismo Consciente, até como Marca de um novo Brasil, com o qual todos os brasileiros mais do que sonham e que podem tê-lo.


Ary Silveira Bueno – Sócio
ASPR – Sua Companhia de Gestão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top