skip to Main Content
Menu

Gestão Em Dia nº 31 – maio/2021 – ASPR EM HOME OFFICE – HO (I)

Capa Ho - ASPR

A ASPR assim como milhões de empresas no Brasil, adotaram a partir de março de 2.020 devido a pandemia da C19, a prática do Home Office – HO, parcial ou total.

Certamente as experiências foram e tem sido as mais variadas possíveis, surpreendentemente exitosas, na maioria dos casos.

O HO como sabemos, traz consigo muitos pontos bem positivos e alguns negativos, os quais podem e devem ser trabalhados com especial atenção, para que se minimize estes efeitos e não prejudique os imensos ganhos possíveis, trazidos pela sua adoção.

Para cumprir relevante objetivo, A ASPR contou com o importante trabalho dos Consultores da GCONTT – Grupo de Consultoria em Teletrabalho

Para definição dos objetivos, tivemos o cuidado especial de contextualizar o HO quanto a fase do emergencial e agora a nova do permanente, o que foi e é bem diferente.

Como todo projeto, foi definida a sua abordagem, fases e cronograma de implantação. Foram definidas as responsabilidades e as expectativas da GCONTT, bem como dos sócios, gestores e profissionais do Time ASPR.

Utilizamos a experiência adquirida na implantação emergencial, temos a participação de Grupo especial de implantação do RH, gestores e profissionais, elaboração de diagnósticos envolvendo na implantação as áreas de TI, Jurídico e Compliance e por fim a elaboração da Política/Manual de HO. Definimos nosso cronograma em módulos: Implantação do Projeto e Diagnósticos, Estabelecimento da Política de HO, Webinar de Sensibilização e Capacitação dos participantes em grupos, Monitoramento e pesquisa de avaliação da implantação e Webinar de devolutiva dos resultados.

A ASPR sempre inovou. No início deste século oficializou a participação dos profissionais nos Resultados (PLR), banco de horas e horário flexível de trabalho, os agradando e de comum acordo com o sindicato. No entanto não somente isso, a prática de atendimento de clientes via acesso remoto vinha sendo praticado há anos. Nada de zona de conforto!

 No entanto, é de se admitir que a decisão de HO permanente não foi decisão fácil de tomá-la e certamente a sua implantação em definitivo, com todos os benefícios que podem e devem advir, levarão alguns bons meses para se materializar e se incorporar à nossa forte e tradicional cultura.

Compartilharemos no próximo Gestão Em Dia, o Grupo de Implantação e suas Fases.

Ary Bueno / Vilma Freitas Pereira
ASPR – SUA COMPANHIA DE GESTÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top