skip to Main Content
Menu

Gestão Em Dia nº 48 – dezembro/2021 – DEPRECIAÇÃO: SEUS EFEITOS NO LUCRO E NA SUBSTITUIÇÃO DOS BENS DO ATIVO IMOBILIZADO

DepreciaÇÃo - ASPR

Efeitos da Depreciação: Fiscal, Financeiro e Econômico. Análise à luz da legislação e das normas contábeis.

Resumo

A depreciação dos bens que integram o ativo imobilizado de uma empresa representa um custo ou despesa durante o período de vida útil dos bens. No entanto, sua apropriação como custo ou despesa é facultativa conforme a legislação fiscal. Não representa desembolso de caixa, configurando-se, portanto, em uma sobra de recursos que deve ser gerenciada no sentido de constituição de um fundo para substituição dos bens. Sua não apropriação ou sua apropriação como custos ou despesas que não condiz com a realidade do consumo dos bens sujeitos a depreciação influencia no lucro, não permitindo com isso uma análise adequada do desempenho de uma empresa. Esse artigo, caracterizado como pesquisa exploratória, foca em dois pontos a respeito da depreciação, sobre sua influência no real significado do lucro de uma empresa e, a formação de um fundo de recursos para ser usado quando da substituição dos bens do ativo imobilizado ao final de sua vida útil. Para isso, vale-se de uma situação hipotética a respeito da depreciação e sua aplicação em conformidade com a legislação tributária.

Clique aqui para ler o artigo na íntegra

Evandir Megliorini
Universidade Federal do ABC – UFABC
evandir.megliorini@ufabc.edu.br

Ary Silveira Bueno
Fundação Santo André
Fundador e Diretor da ASPR
ary@aspr.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top